Lisboa terá o seu primeiro memorial direcionado para a todas as vitimas LGBTI

Sharing is caring!

 

Lisboa terá o seu primeiro memorial direcionado para o publico LGBTI, no dia 17 de junho pelas 14:30.

 A Câmara Municipal de Lisboa decidiu inaugurar,  no dia 17 de Junho, no jardim do Príncipe Real, à tarde, o Memorial LGBTI.  A proposta foi aceite com a intenção de homenagear as vitimas de todas as perseguições que a comunidade LGBTI  tem sido alvo em Portugal ao longo dos tempos.

O Vereador dos Assuntos Sociais, o arquiteto João Afonso, foi o grande responsável para que o evento fosse concretizado, a partir do momento em  que  António Serzedelo (presidente da Opus Gay) o abordou, ficou sensível a todos os argumentos apresentados sobre o assunto.

Este memorial  será também um ponto de referência de  Lisboa, uma cidade global, aberta, de que nós nos podemos orgulhar, como cidadãos.

 

Sendo  assim, esperamos, o mais rápido possível, que os grupos LGBTI lutem, também,  na Câmara Municipal do Porto, pela construção de um memorial dedicado à Gisberta.

Seria muito importante, construir algo marcante, emblemático, dedicado a esta mulher. Todos os dias, milhares de transexuais e transformistas são assassinadas brutalmente em todo o Mundo. Esta mulher tornou-se um ícone LGBTI. Achamos muito importante que este episódio terrível não seja esquecido. A comunidade LGBTI principalmente do Porto nunca mais se esqueceu do que se passou. 

Porto atualmente é uma cidade aberta, com um notável crescimento turístico, recheada de uma grande diversidade de culturas. O Porto merece este memorial!

 

Vamos divulgar alguns memoriais, que marcam e homenageiam vítimas LGBT que sofreram discriminação.

Em Espanha, na magnifica praia de Sitges, podemos ver um monumento dedicado a comunidade LGBTI, o triângulo invertido cor-de-rosa, que foi símbolo de identificação dos homossexuais nos campos de concentração nazis. Sitges é considerada uma cidade para a comunidade LGBTI. Podemos ver em vários locais triângulos cor de rosa, acompanhando a Avenida principal junto à praia.

 

Na grande cidade de Barcelona, em 2011 foi inaugurado  um memorial LGBTI em homenagem a todas as vítimas LGBTI. Situado no famoso parque de “La Ciutadella” este local torna-se um dos pontos a visitar em Barcelona. 

 

Em Frankfurt, Alemanha, podemos ver o Anjo de Frankfurt. Esta estátua, inaugurada em 1994, foi a primeira homenagem aos homossexuais na Alemanha, onde lê-se a inscrição: “Homens e mulheres homossexuais foram perseguidos e assassinados na Alemanha nazista. Os crimes foram negados, os mortos escondidos. Lembremos disso, com a consciência de que homens que amam homens e mulheres que amam mulheres ainda enfrentam ainda continuam a ser perseguidos Frankfurt am Main. Dezembro de 1994.”

Nesta estátua podemos observar que não são homenageadas só as vítimas do regime nazi, mas também todas vítimas que após o fim do regime continuaram a ser condenadas pelo artigo 175º do Código Penal Alemão. Foi retirado em 1973. Também são homenageadas as vítimas de hoje em dia que continuam a ser perseguidas.

Ainda existem muitos países no Mundo, onde elementos desta comunidade ainda são violentamente perseguidos até à morte.

 

 

 

2 meses ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *